"Uma nova e arrasadora utopia da vida, onde ninguém possa decidir pelos outros até mesmo a forma de morrer, onde de verdade seja certo o amor e seja possível a felicidade, e onde as estirpes condenadas a cem anos de solidão tenham, enfim e para sempre, uma segunda oportunidade sobre a terra." (GARCÍA MÁRQUEZ, 2011, p. 28)

São Paulo, Abril 2021, América Latina. Assim como todo o mundo, sob a furiosa e devastadora ira pandêmica, São Paulo, Recife, Buenos Aires, Montevidéu, Salvador, Havana se convertem em Macondo, cidade fictícia criada por Gabriel Garcia Marquez em sua obra mestra “Cem Anos de Solidão”. Estamos todos isolados do mundo e a solidão histórica que tanto assolou nosso continente mergulha a níveis profundos. Mas enfim vemos chegar ruidosa e desordeira uma legião de artistas, músicos e poetas que insistem em desrespeitar fronteiras e unir nosso continente em um abraço fraterno. Eis que surge a quinta edição do Festival MUCHO!, que se apodera dos meios digitais para adentrar a casa de cada coração solitário como uma fresta de euforia poética e espasmo musical.

A caravana é formada por grandes trovadores e poetas de nosso continente, dispostos a travar esta viagem levando sua música como frenesi libertário: LENINE (BRASIL), JORGE DREXLER (URUGUAI), ALCEU VALENÇA (BRASIL), YUSA (CUBA), PEROTÁ CHINGÓ (ARGENTINA), CAO LARU (BRASIL), ESCALANDRUM (ARGENTINA), JOSYARA (BRASIL) E SOFIA VIOLA (ARGENTINA).